Do Mito à Ciência

Ao receber o convite do Guilherme para escrever no blog fiquei grilado com a temática de minha coluna. Entre viagens semanais, leituras loucas e longas conversas decidi tentar conectar o que mais conheço com as mais belas histórias. Ligar o conhecimento físico atual com os mitos e crenças de diferentes povos.

A Bela Via Láctea

De acordo com a mitologia grega a Via Láctea foi fruto de uma pulada de cerca que Zeus aplicou em sua esposa, Hera. O Senhor dos Raios desceu do Olimpo para dar um passeio na Terra, e aqui conheceu Alcmena, uma bela e jovem camponesa, admirado com sua beleza não resistiu a tentação e a possuiu, gerando um tempo depois seu filho preferido, Hércules. O que deixou sua esposa p. da vida. Para que Hércules se tornasse imortal precisava ingerir o leite de Hera, e foi o que Zeus tentou fazer. Esperou Hera adormecer e botou o guri pra mamar, mas ela acordou, e arremessou-o com toda sua força e o leite que escorria pela boca do menino formou um grande rastro, borrando todo o céu. A Via Láctea.

Hoje não precisamos de infidelidade para justificar a existência de tão bela forma. Para a astronomia moderna a Via Láctea é o nome dado a galáxia que nos encontramos, e a mancha branca que vemos no céu é o seu centro. Esta é vista como uma ilha estrelar com 200bilhões de estrelas orbitando em um centro de massa comum, mas as estrelas compõem apenas 10% da massa total da Galáxia. Cerca de 1% da massa consiste em gás e poeira movimentando-se entre as estrelas. E o restante parece ser matéria escura, substância misteriosa que é notável por puxões gravitacionais em seus arredores.

Henrique trabalhou no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), atualmente é professor nas cidades de Curitiba (onde reside), Dois Vizinhos e, é claro, companheiro do GENE desde as primeiras ideias.

Posts Relacionados:

  • Sem posts relacionados
Você pode Deixar um comentário, ou trackback do seu site.

3 Comentários para “Do Mito à Ciência”

  1. Kamila disse:

    Muito interessante, adorei :D

  2. Gilmar disse:

    Oi, sobrinho:
    Que lindo texto.
    Mais! Mais!

Deixe um Comentário

Powered by WordPress | Designed by: WordPress Themes | Thanks to best wordpress themes, Find WordPress Themes and Themes Directory